4 coisas que você não deve fazer quando um relacionamento chega ao fim

4 coisas que você não deve fazer quando um relacionamento chega ao fim

O final de uma relação amorosa é algo muito doloroso, mas pode se tornar ainda pior quando uma das partes (geralmente quem está mais inconformada ou em maior sofrimento com o rompimento) adota algumas atitudes autodestrutivas na intenção de lidar melhor com o ocorrido ou na esperança de fazer com que o outro volte atrás em sua decisão. É preciso evitá-las:

1 – Tentar causar-lhe ciúmes envolvendo-se com outra pessoa

Dê tempo ao tempo. Cure seu coração primeiro e depois o prepare para voltar a amar. Lançar-se nos braços do primeiro(a) que aparecer em seu caminho, não será a melhor opção, uma vez que não será justo com essa nova pessoa nem com você mesmo(a).

 

2 – Deixá-lo em seus contatos

O primeiro passo e o mais importante depois de um rompimento é eliminar o contato do(a) ex da agenda telefônica, de suas redes sociais e de qualquer outro meio que possa ser utilizado para fazer contato com a pessoa.

 

3 – “Stalkeá-lo”

As redes sociais são a pior invenção quando se termina uma relação amorosa, pois se configuram em uma forma de seguir em contato com aquilo que resistimos a eliminar da nossa vida. Porém, se transformar em um stalker ou investigador oculto nas redes sociais só fará com que você tenha acesso a detalhes e informações que não gostará de saber.

 

4 – Implorar

Se a pessoa já não te ama, deixou você por outro(a) ou existiram diferenças na relação que nunca puderam conciliar, o melhor é deixá-la ir. Se você suplica para que ela não te deixe se sentirá pior, porque além de ter seu coração partido violará sua dignidade com tais súplicas diante de alguém que está indo embora.

 

Viviane Mendonça (psicóloga em Taubaté)

(*) tradução livre do texto do autor e psicólogo argentino Walter Riso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *