Pistantrofobia: o medo de confiar nas pessoas devido às experiências negativas do passado

Pistantrofobia: o medo de confiar nas pessoas devido às experiências negativas do passado

Há pessoas, que após terem vivido um grande sofrimento ou desilusão amorosa no passado, começam a sentir um medo irracional de se decepcionarem novamente. Com isso desenvolvem uma grande dificuldade de confiar em outras pessoas.

Essa condição emocional faz com que o indivíduo se isole socialmente, prejudicando, desse modo, suas relações com os outros e até mesmo impedindo-o de retomar sua vida afetiva.

Alguns sinais de que essa intensa falta de confiança pode ser um indício desse tipo de fobia:

– A pessoa apresenta um medo incontrolável de se relacionar, pensando que haverá traições ou outros tipos de desilusões nesse novo relacionamento

– Tende a não se envolver em novas relações ou sequer fazer algum tipo de esforço para mantê-las

– Evita situações que proporcionem contato social (eventos, festas, encontros com amigos ou colegas de trabalho etc)

– Mantém uma postura fechada (como se estivesse usando um escudo protetor), de modo a impedir a aproximação de outras pessoas que poderiam se interessar por ela

Trabalhar o autoconhecimento, desenvolver uma melhor autoestima, aprender a exercer o perdão e se desvincular do peso do passado (com a consciência de que cada dia é um novo dia, que jamais voltará) são algumas possibilidades que a terapia pode oferecer, a fim de se reconstruir a confiança nas outras pessoas e voltar a se relacionar com segurança e tranquilidade.

É preciso, primeiramente, voltar a confiar em si mesmo e no desejo de ser feliz de novo. Ressignificar cada relacionamento que fracassou como oportunidades de crescimento pessoal, em que você tenha se tornado alguém mais forte e preparado emocionalmente para se relacionar com alguém que esteja em maior sintonia com quem você é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *